domingo, 25 de maio de 2014

Resenha: As cartas de Ronroroso: minha bruxa que não quer ser bruxa

Título: As cartas de Ronroroso: minha bruxa que não quer ser bruxa
Autora: Hiawyn Oran
Ilustradora: Sarah Warburton
Editora: Salamandra

Livro indicado para quem:
- Gosta de livros infantis
- Gosta de livros com bugigangas como cartas, contratos e outros apetrechos anexados
- Gosta de livros com ilustrações detalhadas

Resumo:

Ronroroso é o mais novo gato de Hilda Bruxilda, uma bruxa de alta estirpe. Seria o emprego dos sonhos para um gato guardião, se não houvesse um pequeno problema: Hilda Bruxilda não quer ser bruxa! E agora?! O jeito é Ronroroso escrever cartas pedindo socorro para seu tio McAbro, um gato aposentado e muito sábio, que lhe indicará os feitiços corretos para resolver essa inusitada situação!

Resenha:

Numa palavra? Fofo! Mesmo que algumas páginas sejam um pouco nojentas, pois, por exemplo, em alguns lugares encontramos ilustrações que simulam moscas espremidas entre as folhas. Mas ainda sim é meigo, pedindo para o leitor não contar para Hilda Bruxilda. A história é toda contada por meio de cartas trocadas entre o gato Ronroroso e seu tio aposentado, que atua como conselheiro nas diversas situações que Ronroroso enfrenta em seu novo emprego. Ele é um gato de uma bruxa - Hilda Bruxilda - que não quer ser bruxa, só pensa em fazer compras, assistir televisão e fazer amizade com não-bruxos e, como guardião dela, Ronroroso deve colocá-la no "caminho certo". 
Além das cartas, o livro possui ainda alguns feitiços e até um contrato de trabalho, todos encaixados no projeto gráfico como "abas para abrir". Em comparação com outros livros que eu li do gênero, neste não é possível perder as cartas/itens pois eles não estão totalmente soltos no livro. 
Como bibliotecária, me senti especialmente feliz quando Hilda Bruxilda vai até uma biblioteca e se disfarça de planta para ouvir as histórias de princesas.
No final do livro, na ficha catalográfica, há um aviso para o bibliotecário: "cuidado com vaso de plantas com botas e nariz compridos!" e muitos outros recadinhos divertidos que "Ronroroso" deixa de alerta aos leitores. 
O desfecho é inusitado, não acaba de forma óbvia...rs...Muito booooommmmm! 


0 comentários:

Postar um comentário